Multi Contabilidade

Contabilidade gerencial e financeira: entenda a diferença

WhatsApp - Clique para compartilhar
Contabilidade gerencial e financeira: entenda a diferença

Compreender o papel da contabilidade dentro da sua empresa e saber o momento certo de utilizá-la a seu favor é fundamental para o êxito. Mas além disso, é preciso entender os conceitos, as diferenças e as funções que cada uma dessas vertentes pode desempenhar

Qualquer pessoa que possui um CNPJ certamente já está ciente da importância e da obrigatoriedade legal de manter em dia a contabilidade da sua empresa. O que muitos não sabem é que a contabilidade tem outras funcionalidades e formas de colocar o seu negócio na trilha do crescimento planejado.

Em termos gerais, o papel das ciências contábeis é produzir registros patrimoniais de entidades econômicas/administrativas de modo a identificar suas variações e disponibilizar esses dados de maneira sistemática e clara, a fim de ter total controle sobre os cenários passados e presentes de determinada empresa. Portanto, se a contabilidade tem esse poder de registro, processamento e elucidação de dados tão importantes, por que não usar este conhecimento também para traçar os caminhos futuros de um empreendimento, não é mesmo?

É por isso que neste artigo vamos tratar de caracterizar e diferenciar duas ramificações do mundo contábil que vão além das obrigações legais e burocráticas: a contabilidade gerencial e a contabilidade financeira.

Uma importante ferramenta para gestão e tomada de decisões!

Vamos começar falando sobre a contabilidade gerencial, que, como o nome já sugere, é o ramo da contabilidade que serve para auxiliar a gerência da empresa.

Também conhecida como contabilidade de gestão (do inglês management accounting), o foco de suas atenções e os objetivos de sua realização são de natureza interna. Ou seja: trabalha com informações que interessam principalmente (ou somente) aos gestores, diretores e administradores da empresa analisada.

Podemos tentar resumir as principais características da contabilidade gerencial da seguinte forma: busca coletar e relacionar informações específicas de acordo com os objetivos definidos e se concentra principalmente em apresentar e interpretar dados que apoiem ações e decisões futuras, mas para isso se baseia em dados históricos e análise dos momentos presentes, se tornando uma ferramenta essencial para o planejamento estratégico.

Por se voltar para utilização interna, este tipo de contabilidade não se prende a regras e convenções específicas, tendo bastante flexibilidade metodológica e formal de acordo com cada finalidade desejada.

Contabilidade financeira: de olho nos stakeholders

Ao contrário da vertente que acabamos de caracterizar, a contabilidade financeira tem sua finalidade voltada para um público externo interessado na situação econômica de determinada empresa. O termo stakeholder é utilizado para definir diferentes tipos de públicos estratégicos, como por exemplo credores, investidores, acionistas, financiadores, pretensos parceiros comerciais, etc.

A contabilidade financeira tem por fim traçar e registrar todo o perfil financeiro de uma empresa com ênfase em suas informações monetárias, de modo a fornecer uma espécie de raio-x financeiro confiável que consiga produzir demonstrativos do desempenho de um negócio em um determinado período de tempo.

Convém esclarecer, no entanto, que apesar de ter seus objetivos voltados principalmente ao público externo, a contabilidade financeira é obrigatória e sua importância perpassa também todos os processos internos da administração, sendo, inclusive, um dos elementos essenciais para se conseguir fazer uma boa contabilidade gerencial.

Recapitulando as diferenças

Bom, agora que entendemos melhor as linhas de atuação da contabilidade gerencial e da contabilidade financeira, vamos colocar algumas de suas principais diferenças lado a lado para poder comparar melhor.

A primeira diferença, como já vimos, diz respeito a quem serve contabilidade: a gerencial ao público interno à empresa e a financeira principalmente aos públicos estratégicos externos (embora também sirva a administração interna).

A contabilidade financeira se debruça exclusivamente sobre as informações financeiras (monetárias) da empresa, enquanto a gerencial leva em conta tanto os dados monetários como diversos outros tipos de dados ligados por exemplo à mão de obra, matérias primas, cálculos atualizados de custos, etc.

A contabilidade financeira é obrigatória, normalmente é realizada anualmente, passa por auditorias e portanto precisam seguir procedimentos legais, sendo de caráter público, ao passo que a gerencial tem caráter confidencial e por ser voltada para os usuários internos da empresa (administração), tem maior liberdade perante a lei, e pode aplicar com maior precisão os princípios científicos contábeis.

 Depois de tudo que vimos neste artigo, podemos concluir que ambas vertentes da contabilidade são importantes e são capazes de produzir dados que necessariamente permeiam uma trajetória empresarial positiva. Conhecimentos sobre histórico de transações, gastos e receitas, cruzamento de dados operacionais, transparência, diagnósticos de crescimento, balanços, e muito mais, são informações que além de ajudar o empreendedor a tomar decisões acertadas com segurança também possibilitam uma empresa mais atrativa no mercado, sendo bem vista pelos parceiros e financiadores e atraindo investimento e público.

Você utiliza essas e outras formas de contabilidade na sua empresa? Deixe um comentário e nos fale da sua experiência!

Inscreva-se para Receber Novidade

Multi contabilidade

633322-9274

 
 

Quadra 104 Norte, Av. LO 2, N° 10, Sala 7, Palmas - TO - 77006-022

De Segunda a Sexta-Feira das 08:00h às 12:00h e das 13:30h às 17:30h

Siga-nos

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram